Sem acordo, vigilantes do DF aguardam data de julgamento do Dissídio Coletivo

bannerteste

Às 10 horas do dia de hoje(19), teve início a audiência de conciliação que discutiu a data-base 2018 dos vigilantes do DF. Mais uma vez os empresários não apresentaram qualquer proposta de conciliação, com o claro objetivo de protelar o julgamento do Dissídio Coletivo. Dentro dessa linha, pediram mais 20 dias para apresentar defesa, mas a desembargadora do Tribunal Regional da Décima Região -TRT10, Maria Regina, deu apenas cinco dias úteis para que se manifestem.

888888888888888888888888

Como não chegou a um acordo, o processo vai para o Ministério Público do Trabalho para que seja emitido parecer e depois será encaminhado para relatoria. Após o voto do relator será marcada a data de julgamento do Dissídio Coletivo.

CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *