Samambaia, Recanto e Estrutural recebem o projeto contação de histórias

JK_shopping_Happy_Hour_agosto_banner_superior_noticia-1 (3)

A arte de contar histórias é uma das mais antigas do mundo. Através das contações, entramos e nos encantamos em outros mundos, universos e culturas. Para nos guiar nessa brincadeira, surge o Contos em Conexão. Idealizado pela artista Sabrina Falcão, o projeto tem a proposta de levar contações de histórias pelo DF, maravilhando crianças, jovens e adultos. No mês de novembro, as bibliotecas públicas de Samambaia, Recanto das Emas e Estrutural vão receber as histórias, que se dividem em momentos lúdicos, com personagens mágicos, livros e bonecos, que prometem experiências inesquecíveis ao público.

O projeto começa no dia 01 de novembro, com apresentações na Biblioteca Pública do Recanto das Emas, às 10h20 e 15h30. No dia 06, quem vai receber mais brincadeiras é a Biblioteca Pública da Estrutural, às 8h30 e 14h30. E para finalizar, dia  07 a Biblioteca Pública de Samambaia, com 4 apresentações às 8h,  9h30, 13h30 e 15h.

7777777777777777777777777777

Além das apresentações, serão ministradas Oficinas de Formação de Contadores de Histórias, para quem quiser aprender mais sobre essa arte de encantar pessoas. As datas das oficinas ainda serão definidas, de acordo com a demanda da comunidade.

Minissérie no Youtube

O Contos em Conexão ainda vai contar com uma minissérie no Youtube, que falará um pouco dos conceitos presentes nas contações de histórias, como personagens, livros, bonecos e muito mais. A série está prevista para dezembro, mês seguinte às apresentações nas bibliotecas.

Contos em Conexão

O espetáculo Contos em Conexão é marcado por quatro momentos. O primeiro aborda o contato e o choque entre gerações. Em cena, a personagem centenária Felisbina interage com o público contradizendo o arquétipo da velhice e a aparência de “bruxa rabugenta”. Apesar de parecer carrancuda, Felisbina é feliz, divertida, esperta e antenada. Faz uso da linguagens das mídias sociais, brinca com charadas e conversa com a comadre Maricota ao telefone, onde trocam receitas e falam da vida, da velhice e dos amigos.

Na segunda etapa, entra em cena a contadora de história Sabrina, com seu livro ilustrado que apresenta um cardápio de três histórias populares para a plateia  escolher a que mais gostar: “Os três tesouros”, “Dum Dum Sererê” e “A abelha rainha”. Esse é o momento de aproximar o espaço da biblioteca e o livro da realidade do público presente.

77777777777777777777777777777777777777777777777

O momento seguinte traz o teatro de bonecos como linguagem, através da estética do Mamulengo, arte reconhecida como patrimônio cultural imaterial do Brasil. No enredo, o vaqueiro Benedito tenta convencer Rosinha, filha do Capitão João Redondo, a dançar com ele no baile. Como será que o Capitão vai reagir? Até uma cobra muito brava entre no conflito dessa história.

Para finalizar, a contadora de histórias Sabrina Falcão volta a conversar com a plateia sobre a arte de contar histórias, tentando identificar entre o público a presença de algum contador que queira compartilhar seus causos. Esse também será o momento de falar sobre o espaço da Biblioteca e seus serviços.

O projeto Contos em Conexão conta com apoio do Fundo de Apoio à Cultura, Secretaria de Cultura, Governo do Distrito Federal

Serviço

Contos em Conexão – Contação de Histórias em Bibliotecas Públicas do DF

01/11 (Quinta-feira – 10h20 e 15h30) –  Biblioteca Pública Lúcio Costa, do Recanto das Emas – 302, Lt 06 – Recanto das Emas

06/11 (Terça-feira – 8h30 e 14h30) –   Biblioteca Pública do CREAS da Estrutural – Área Especial 9 – Praça Central – Estrutural

07/11 (Quarta-feira – 8h, 9h30, 13h30 e 15h) – Biblioteca Pública  Inezil Penna Marinho de Samambaia – QN 407, Conj F, lote 01 – Samambaia Norte

Entrada Franca

Classificação Livre

CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *