Cultura negra celebra tradições e transmite conhecimentos em Taguatinga

JK_shopping_Happy_Hour_agosto_banner_superior_noticia-1 (3)Em uma grande roda de prosa, o 1ª Encontro de Mestras e Griôs do Distrito Federal irá dialogar sobre feminismos e ancestralidades, reunindo diferentes mulheres guardiãs de saberes, fazeres e ofícios tradicionais. O encontro está marcado para o dia 1ª de dezembro, das 14h às 18h, no Ponto de Cultura Invenção Brasileira, Mercado Sul de Taguatinga. São apenas 50 vagas para participar do evento. As inscrições são gratuitas.
2222222222222222222222222
Firmado nos pilares da Pedagogia Griô, que propõe o reconhecimento social, político e econômico dos mestres e mestras de tradição oral, o 1º Encontro de Mestras e Griôs do DF busca legitimar os espaços ocupados por mulheres atuantes e mantenedoras das tradições culturais afro-indígenas brasileiras. Em roda, mestras, griôs, suas aprendizes e público irão construir um espaço-tempo intergeracional, para compartilhar histórias de vida, música, dança, culinária, poesia, tradição, ancestralidade e contemporaneidade.
2222222222222222222222Participam do projeto, como mestras e griôs convidadas: a artista popular Martinha do Coco; a yalorixá Mãe Baiana; a parteira Adiles Sebastiana, a brincante de Bumba-meu-boi e compositora de toadas Tamatatiua Freire e sua mãe, matriarca do bumba-meu-boi do Seu Teodoro, Dona Maria; a mãe de santo da Umbanda Mãe Cícera de Oxum; a costureira e bordadeira Dona Santina; a artesã e educadora popular Tetê Alcândida; a costureira Dona Nem; e uma das mais antigas mães de santo do Distrito Federal, Mãe Railda.

O evento acontece na Ocupação Cultural Mercado Sul, território histórico de resistência e luta dentro da cidade de Taguatinga (DF), e convida o público a uma tarde de convivência comunitária, como é costume nas zonas rurais que são berço das tradições culturais presentes. O cenário vivo do encontro é a cozinha caipira de Dona Tetê, reconhecendo esse espaço socialmente construído como feminino e, por isso mesmo, silenciado.

22222222222222222222Essa grande roda é uma realização do Instituto Candango de Culturas Populares e da Casa Moringa, com fomento da Secretaria de Cultura e pretende tecer uma rede de mulheres fazedoras e guardiãs da cultura popular brasileira que, com coragem e beleza, encantamento e luta, mantêm vivas as tradições, afirmando vínculos e consolidando processos subjetivos de constituição da identidade cultural do DF.

PROGRAMAÇÃO

14h: Abertura com Casa Moringa e a Boneca Flor (Mestra Tetê Alcândida)
14h30: Pedido de benção e ciranda com Martinha do Coco
15h: Círculo de Cultura Griô – “Feminismos e ancestralidade: reconhecimento e valorização das histórias de vida das mulheres na cultura”
16h: Intervalo e lanche
16h30: Declamação do cordel Benzadeus com Keyane Dias
16h40: Vivência de Cuidados com Dione Ferreira
17h: Conversa sobre a Lei de Mestres e Mestras
17h45: Encerramento
18h: Celebração Comunitária “Sarau Casa Moringa” – Palco Aberto
19h: Cortejo de Calungas da Orquestra Alada Trovão da Mata

1ª Encontro de Mestras e Griôs do Distrito Federal

Data: 1º de dezembro de 2018
Hora: 14h às 19h
Onde: Ponto de Cultura Invenção Brasileira
Endereço: QSB 12/13 – Taguatinga Sul
Classificação indicativa: Livre
Informações e inscrições: www.casamoringa.com.br/encontro-de-mestras-e-grios/

CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *