Tecnologia espacial leva Chineses à face oculta da Lua

11111111111111111111111111111111111111111111111

A China concluiu em 2018, várias missões aeroespaciais de importância, desenvolvendo cooperações com muitos países. Ao lançar a sonda lunar Chang´e 4, por exemplo, o satélite chinês carregou também equipamentos científicos da Arábia Saudita, Suécia, Alemanha e Holanda, concluindo em conjunto a aterrissagem de uma sonda na face oculta da Lua.

11111111111111111111111111

O sistema de navegação Beidou estará disponível até o final deste ano e vai prestar serviços básicos de navegação para os países e regiões que integram a iniciativa chinesa do “Cinturão e Rota”.

1111111111111111111111111111

Este ano marca também o 30º aniversário da cooperação sino-brasileira no satélite de recursos. Os dois países pesquisaram e desenvolveram conjuntamente seis satélites. Os dados gerados são usados para os setores de agricultura, silvicultura, hidráulica, recursos terrestres, meio ambiente e prevenção e alívio de calamidades. Os dois países compartilham também dados com países em desenvolvimento da América Latina, África e ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático).

111111111111111111111111

Fonte: CRI – China

CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *