SETOR P SUL, em Ceilândia, poderá vir a ser a nova cidade SOL NASCENTE/POR DO SOL

77777777777777777777777777

Passada a posse dos eleitos, quem poderá sofrer os efeitos da ressaca das festas politicas será Ceilândia, DF. Informações de bastidores dão conta que está em pauta novamente o fatiamento de Ceilândia, Distrito Federal, com a finalidade de criar uma nova administração regional. Essa nova região administrativa poderia ser formada da junção dos bairros Por do Sol, Setor P Sul, Sol Nascente, P Norte e outros bairros adjacentes da região.

55555555555555555555555

Em um passado bem recente um governador para atender as “negociações” políticas quis dividir Ceilândia em duas para presentear seus apoiadores. Agora o assunto tá de volta, o governador eleito Ibaneis Rocha já anunciou que vai fazer a mesma coisa, porém, com outra roupagem, separar os bairros sol nascente e por do sol, em Ceilândia, tudo isso travestido de eficiência, eficácia visando atender demandas específicas, quais?, afirmam coordenadores do movimento “quem ama Ceilândia de coração, não aceita divisão”.

ceilandia4

Para os articuladores do movimento, a grande Ceilândia não precisa de novos cargos políticos e sim de infraestrutura física, equipamentos e servidores públicos para fazer frente as demandas da população.

Segundo eles, há um entendimento perfeito das demandas urgentes da população ceilandense dos bairros Por do Sol e Sol nascente, mas não será a separação que irá solucionar os problemas de infraestrutura, educação e segurança dos moradores dos bairros, visto que isso não é assunto de competência e resolução de um administrador regional e sim de recursos e investimentos em políticas públicas por parte do GDF e do governo federal por meio de financiamentos.

A exemplos dos possíveis desdobramentos políticos que envolvem a suposta separação dos bairros citados. Ceilândia já enfrenta desde a sua fundação, na década de 70, problemas crônicos que nunca foram resolvidos mesmo a despeito de ter desde a sua existência uma administração regional.

41738475_1859658564116153_6897126927962734592_n

Basta ver o que acontece em cada eleição. A cidade se torna a menina dos olhos para os interesses dos mais diversos. Passado o momento o que a população mais deseja como lazer, educação, saúde e segurança é trocado por discussões de como irá se atender a sanha de alguns por poder e cargos.

Dividir, fatiar ou separar, são verbos que exprimem e revelam um desvalor pela cidade economicamente mais importante do DF. Ceilândia, representa hoje no bolo do Distrito Federal mais de 25% do ICMS arrecadado ou seja alguns bilhões, que não retornam a cidade em melhorias. Citamos esse dado para que se entenda de forma fática a  importância e econômica da nossa grande, para além disso, não se pode deixar de falar da força política de mais de 300 mil eleitores, um terço do eleitorado do DF, diz Clemilton Saraiva, Presidente da Associação Comercial de Ceilândia.

666666666666666666666666

Para Saraiva, Tudo isso, em algum momento sempre é desprezado pelos eleitos. Neste momento de celebração, é estranho que a população e o setor produtivo de Ceilândia  sejam surpreendidos por falas e rumores que dão conta que o loteamento e a criações de novas administrações regionais, inclusive a divisão de Ceilândia, fazem parte de uma estratégia político pessoal que envolvem pura e somente o atendimento de deputados distritais que votaram a favor do candidato a presidente da CLDF alinhado ao novo governo.

O dirigente da ACIC, afirma, diante de tempos de profundas mudanças sejam elas de valores e politicas, a população não aceita mais essas “artimanhas” . Ceilândia não pode mais ser objeto dessas “negociatas”.

A organização do movimento “quem ama Ceilândia de coração, conclama a todos os homens e mulheres de bem da cidade, deputados bem votados em Ceilândia, senadores, movimentos sociais, partidos políticos, sociedade civil organizada, imprensa e mídias do DF e da grande e indivisível cidade, que é chegada a hora de se manifestarem e afirmarem que “quem ama Ceilândia de coração, não aceita divisão”.

Fotos: Ricardo Lau e: Agefis-DF

CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *