Eixão abre espaço para a 3ª edição do Eixão Agro de produtos agrícolas do DF

77777777777777777777777777

O Eixão Norte recebe a terceira edição do Eixão Agro, no domingo, 30 de junho, das 8h às 16h, na altura das quadras 208/209. O evento realizado anualmente desde 2017 leva representantes e produtos agrícolas do campo diretamente para dentro da zona urbana da capital, com o objetivo de unir prazer e regionalidade, estreitando a relação entre comida e cultura e prezando pela escolha dos alimentos mais saudáveis, pela qualidade e pela consciência do ato de consumir o produto agrícola.

333333333333333333333333333333333333333

O evento, concebido para criar uma ponte entre os produtos e produtores do campo e o consumidor, é realizado pela Federação da Agricultura e Pecuária do Distrito Federal (Fape-DF) em parceria com instituições agrícolas e apoios do Sebrae, do Sicoob, da Campo e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A terceira edição reúne produtores de orgânicos e hortifrutis tradicionais, cafés, alimentos prontos e bebidas, além de tenda de floricultura, artesanato e turismo rural organizados em 11 estandes. Estarão presentes também representantes de cases de sucesso entre a produção de frutas e leguminosas do estado. Entre os produtores confirmados, a Fazenda do B Hotel, com sua produção local; os cogumelos Cogu, um dos expoentes da fungicultura no DF; a produção orgânica da Agroplant, como pimentas, legumes e tomates; as geleias e frutas desidratadas da Desifrut.

33333333333333333333333333333

Um dos destaques do evento, a Tenda do Café, com o lema “Do pé ao paladar” e que esteve presente na edição anterior, retorna em 2019 com sete marcas e diversos tipos do grão produzidos no Distrito Federal. As marcas Anero, AHA, Arbor, Mercado do Café, Together, Zancanaro e Café Minelis marcam presença no estande, onde todo o processo será demonstrado, desde o cultivo até a bebida pronta. Haverá também três baristas para explicar e apresentar os preparos especiais de café e degustação livre para o público, sem horário pré-determinado.

A culinária brasileira também é um destaque no evento. Além das degustações, a tenda de gastronomia apresenta salgados, doces, tapiocas e os famosos pão com linguiça e bolinho de bacalhau do engenheiro e zootecnista Leo Hamu.  O produtor, que já esteve à frente do Restaurante Lagash, um dos clássicos endereços árabes da capital, e hoje comanda sua própria marca, também levará embutidos e produtos para a venda, além dos preparos na hora.

“Nosso objetivo principal continua sendo estimular a economia local e a agricultura familiar, além de divulgar a economia agrícola. Queremos criar um contato direto entre produtores e consumidor final, mostrando para o público em geral o quanto é rica e diversa a cultura agrícola do nosso estado”, explica o presidente da Fape-DF, Joe Valle.

333333333333333333333333

Em um projeto de realidade virtual, o estande da Campo Análises Agrícolas Ambientais convida os visitantes a um passeio pelos laboratórios da empresa através de aparelhos de visão acoplados aos olhos. Através dos “óculos” de realidade virtual, o espectador pode ter uma experiência tecnológica guiada por todas as instalações e conhecer mais sobre o desenvolvimento de dados e tecnologias para o setor agrícola.

No estande de empresas representantes do turismo rural no Distrito Federal, o visitante pode se informar sobre rotas e atrações turísticas, atividades no campo como pesque-e-pague e trilhas. Além de informativos, a tenda também celebra o lançamento do portal Guia Brasília Rural, que agrega todos esses roteiros do estado em um único endereço eletrônico, através do http://www.guiabrasiliarural.com.br. Na tenda do SENAR-DF, equipes especializadas se revezam em turnos para ministrar oficinas de hortas e recompostagem, um processo de transformação de matéria orgânica encontrada no lixo, em adubo orgânico (composto orgânico).

Agricultura no DF

Apesar de pequeno em extensão, o Distrito Federal possui uma rica faixa de terra produtiva. No total, 70% do território do estado é composto por terras rurais. O setor agrícola emprega cerca de 30 mil pessoas e o Valor Bruto da Produção (VBP) do estado gira em torno de R$ 2,5 bilhões, segundo a Fape-DF.

Para a Fape, o evento é uma oportunidade de criar uma ponte direta entre o consumidor e o produtor, mostrando que o setor agrícola do DF é rico e sustentável. “Nós temos produtores exemplares para o Brasil, de cultivo direto de grãos, como trigo, e de frutas, como o morango. O estado é referência em diversas áreas, apesar do território pequeno. O agronegócio é pujante, qualificado, e o desenvolvimento sustentável é possível para o campo. Hoje há uma convivência de crescimento mútuo do setor da agroindústria com a natureza”, afirma o presidente Joe Valle.

Eixão Agro

Quando: 30 de junho, das 8h às 16h

Onde: Eixão Norte, na altura das quadras 208/209 Norte

Realização: Fape-DF em parceria com as instituições agrícolas

Apoio: Senar, Sebrae-DF, Sicoob, Sescoop, BRB Card  e Campo

Entrada franca

CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *