Evento no Facebook reuni 1,5 milhão de americanos em busca de civilizações alienígenas

 JK_shopping_Happy_Hour_agosto_banner_superior_noticia-1 (3)

A Força Aérea dos Estados Unidos informou que está pronta para proteger a Área 51, um campo de treinamento dos militares norte-americanos que fica em um deserto de Nevada. O posicionamento ocorreu após um evento no Facebook reunir 1,5 milhão de pessoas para invadir o local. Há décadas, a base é alvo de mistérios e teorias da conspiração em torno de eventuais civilizações alienígenas.

111111111111111111111111111111111111111111111

O evento foi criado na rede social como uma forma de encarar os estigmas de uma forma irreverente. No entanto, as autoridades temem uma tentativa real de invasão para “resgatar alienígenas”, em setembro deste ano. A porta-voz da Força Aérea Laura McAndrews, disse que ao Washington Post, informou que os militares acompanham a mobilização e estão prontos para reagir. “[a Área 51] é um campo de treinamento aberto para a Força Aérea dos EUA, e nós desencorajamos qualquer um de tentar entrar na área onde treinamos as forças armadas americanas. A Força Aérea dos EUA sempre está pronta para proteger os EUA e seus ativos”.

Apesar de ser uma base militar, realmente as informações em torno do local são mantidas em sigilo pelo governo norte-americano. A existência da estrutura só foi reconhecida em 2013, embora bem antes já se falasse entre conspiracionistas que havia um centro de treinamentos ali. A revelação ocorreu após um pedido da Universidade George Washington.

333333333333333333333333333333333

Em torno da Área 51 existem redes de hotéis, clubes e intensa atividade turística. Mas o acesso a base é proibido. O local existe pelo menos desde 1955, onde eram fabricadas aeronaves de guerra. Em 1980, o físico Robert “Bob” Lazar disse que trabalhava na região, e que seu trabalho era fazer a engenharia reversa de espaçonaves alienígenas. A CIA descartou as hipóteses de vida extraterrestre em estudo, mas assumiu que os funcionários realizam engenharia reversa de aviões de países rivais.

Por: Renato Souza.

Foto: reprodução/Google Earth.

CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *