A hipocrisía, as máscaras e os conceitos de Moral e Honestidade

111111111111111111111fly

Fico estarrecido com a hipocrisia humana quando me deparo com situações em que é posta à prova a honestidade e a moral de um dito “cidadão” que aproveita-se da ausência do poder policial e saqueia e comete diversas outras condutas criminosas ou contraventoras.

33333333333333333333hipocirsia

Será que a honestidade e a moral está vinculada a presença da polícia? Me faz lembrar na minha tenra infância quando ouvia de alguns colegas exclamavam a frase: “Vou fazer, minha mãe não está olhando.” Denota-se a necessidade de sermos vigiados para que façamos a “coisa” certa, que respeitemos os direitos alheios, que honremos os ensinamentos de família no que tange os princípios morais.

111111111111111111111111111Hipocrisia

Não obstante a isso somos constantemente bombardeados com notícias sobre corrupção por parte dos políticos, mas e nós ditos “cidadãos”, estaríamos sendo diferentes daqueles que crucificamos? No Espirito Santo pessoas que pregavam a honestidade foram flagradas saqueando lojas, pessoas que inclusive foram os famosos “paneleiros” que insatisfeitos com os andamentos da política do país resolveram bater panelas como forma de protesto, porém questiona-se se essas pessoas corruptas seriam dignas de questionar qualquer que fosse a conduta de seus governantes? Pessoas assim são as mesmas que pregam a moral e furam fila, fraudam o Imposto de Renda e estacionam na vaga de cadeirantes. Vamos avaliar nossas condutas e rever nossos conceitos de Moral e honestidade!

Por: João J. Silva, Cidadão, Brasiliense, Brasileiro, Trabalhador e Pai de Familia

Fotos: Internet

CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *