GDF já emprestou quase um 1 milhão de reais em microcrédito neste ano

111111111111111111111fly

Mais 49 microempreendedores começaram a receber, nesta terça-feira (18), cartas de crédito do Prospera para investir no próprio negócio. Na área urbana, são 29 beneficiados, no valor total de R$ 302.605, e na rural, dez, com R$ 160.664,80.

As entregas fazem parte do terceiro lote do programa neste ano e somam R$ 463.296,80. Com isso, R$ 979.464,20 já foram distribuídos em microcrédito produtivo neste ano. Em 2017, a meta da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos é liberar R$ 11 milhões por meio da iniciativa.

Na manhã desta terça, microempreendedores da área urbana estiveram no auditório da Secretaria Adjunta do Trabalho, no Setor Comercial Sul, para receber as cartas das mãos do secretário adjunto do Trabalho, Thiago Jarjour.

O gestor aproveitou a ocasião para divulgar o programa Qualifica Mais Brasília, iniciativa do governo de Brasília que oferece cursos gratuitos a distância.

Daniele Batista dos Santos percorre o DF para vender cosméticos e prestar serviço de manicure e de depilação.

No auditório praticamente lotado, alguns eram veteranos no programa, e outros pegavam o microcrédito pela primeira vez, como Daniele Batista dos Santos, de 33 anos. Moradora de São Sebastião, ela percorre o DF para vender cosméticos e prestar serviço de manicure e de depilação.

Os instrumentos ficam no carro que a acompanha nessa jornada de segunda a sexta-feira, e o crédito obtido pelo Prospera a ajudará na compra de produtos, de uma maca para depilação e na troca da cadeira utilizada nos trabalhos de manicure.

Daniele pensa em expandir o negócio e criar empregos. “Como eu trabalho sozinha, minha expectativa, como o mercado está crescendo, é contratar uma pessoa”, contou ela, que soube do programa por meio de amigas que, como ela, pegaram as cartas de crédito hoje.

Quem também buscou o Prospera e obteve a carta nesta terça-feira (18) foi a microempreendedora individual Maria de Jesus Oliveira Costa, de 50 anos. Na Estrutural, ela trabalha com confecção de peças íntimas infantis e adultas.

O microcrédito produtivo será utilizado para capital de giro, com a compra de matéria-prima para o negócio. “Não tenho cartão de crédito nem cheque, e comprando à vista vou ter desconto”, destacou a microempreendedora, que antes trabalhava em uma loja alugada e agora atua na ampliação do negócio na própria casa.

Pedidos de crédito do Prospera DF

Para a área urbana

Nas Agências do Trabalhador do Plano Piloto (SCS, Quadra 6, Lotes 10 e 11) e de Taguatinga (Avenida das Palmeiras, Quadra C4, Lote 3)

De segunda a sexta-feira

Das 8 horas ao meio-dia e das 14 às 18 horas

Para a área rural

Nas unidades da (Emater-DF)

De segunda a sexta-feira

Das 8 horas ao meio-dia e das 13 às 17 horas

EDIÇÃO: MARINA MERCANTE

CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *