Amor que não se mede! Que não se repete! Amor que não se pede!

11111111111111111111111111bannerJK1

Hoje(19) teve beijo, teve banho, teve festa! Eles não precisam de muitos motivos para retribuir com amor pequenas coisas que fazemos por eles!

11111111111111111111111dogs

Hoje ouvi assim:

O grandão é bonito, mas essa outra aí é feia! Já pensou se amassemos pela beleza?  Pois eu respondi que amo assim mesmo e ela é minha preferida! Me desculpe a humanidade mas eles são melhores que muitos de nós! Não julgam, não discriminam, não ofendem… e poderia citar muitas outras coisas que os tornam animais tão amáveis! Ainda faltou um baixinho folgado.

“Amor igual ao teu
Eu nunca mais terei
Amor que eu nunca vi igual
Que eu nunca mais verei

Amor que não se pede
Amor que não se mede
Que não se repete
Amor que não se pede
Amor que não se mede
Que não se repete

Você vai chegar em casa
Eu quero abrir a porta
Aonde você mora
Aonde você foi morar
Aonde foi

Não quero estar de fora
Aonde esta você
Eu tive que ir embora

Mesmo querendo ficar
Agora eu sei
Eu sei que eu fui embora
Agora eu quero você
De volta pra mim

Amor igual ao teu
Eu nunca mais terei

Amor que eu nunca vi igual
Que eu nunca mais verei

Amor que não se pede
Amor que não se mede
Que não se repete
Amor que não se pede
Amor que não se mede
Que não se repete
Amor igual ao teu
Eu nunca mais terei

Amor que eu nunca vi igual
Que eu nunca mais verei”

Cidade Negra, Compositor: Nando Reis / Marisa Monte

Crônica: Valmir Ribeiro Junior, Cidadão, Morador do Setor P Sul, Ceilândia, Distrito Federal, Cidadão e Trabalhador
CSS

Add your Biographical Info and they will appear here.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *